quarta-feira, 28 de maio de 2014

Unhas: Esmaltação Europeia!


Gente do céu, eu passei toda minha existência achando que a unha quanto mais funda e sem cutícula alguma e os cantos todos melecados de esmalte, perfeita ficaria a esmaltação. Achismo equivocado! Tudo porque tenho uma cunhada esteticista que quando me viu fazer as unhas ficou horrorizada. E eu achando que estava abalando diante da profissional.

Na Europa as pessoas tem uma maneira diferente de esmaltar as unhas, e logo veio toda a explicação dada pela minha cunhada (uma fofa), que resumindo sem aquele blá blá técnico, é da seguinte forma: primeiro que não há necessidade da remoção da cutícula, na verdade a gente "trucida" nossas unhas. Essa pelinha que a gente insiste em retirar tudo e um pouquinho mais, é responsável pela proteção e oxigenação da unha, é gente, é justamente ali que ocorre a respiração e não na unha inteira, isso quer dizer que além de mais forte e saudável, esse procedimento de manter e cuidar da cutícula irá prevenir de fungos, enfraquecimentos enfim. A segunda questão, a mais curiosa e também esclarecedora é que não há necessidade alguma de junto com a unha pintarmos também a pele ao redor. "Pois é, pois é, pois é", e aí vem as informações básicas, se o esmalte é passado em volta da cutícula irá bloquear sua extensão e logo a unha não vai poder respirar (questão já citada lá em cima, lembra?) se a pele é esmaltada junto, logo teremos que usar um removedor a base de acetona, geralmente usado por aqui, o que só traz malefícios, porque além de ressecar a cutícula é também prejudicial a saúde, segundo minha cunhada é cancerígeno devido aos seus componentes químicos.

Logicamente que eu fui experimentar a técnica. Nossa! Quanta praticidade, a cutícula é mantida, massageada e hidratada, com esse procedimento chega um período que é como se houvesse removido, e a esmaltação é feita de maneira que não chega perto da pele permitindo que a unha mesmo esmaltada continue respirando. Adorei! Como sou eu que faço minhas unhas, já venho praticando e pra mim essa é a melhor maneira de fazer as unhas. Parece um pouco estranho de imediato, mas tudo é uma questão de habito, ainda mais quando se tem um conhecimento melhor dos fatos. 
Então quem quiser começar a se adaptar a esse modo que não só é usado em toda a Europa, mas também pelas americanas, encontrei uma tabelinha pra ajudar nas noções básicas, quem tem habilidades vai achar super fácil. Espero que gostem!