quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Palermo - Itália: Catacumbas dos Capuchinhos

Olá amores

Como todo mundo está no clima sombrio e fascinante do Halloween eu lembrei de uma visita que eu fiz a um museu em Palermo na Itália, inusitado pelo menos pra mim, que nunca estive em um lugar assim. Era mórbido, tenebroso e ao mesmo tempo interessante, a medida que dava um friozinho na barriga, aguçava a curiosidade de olhar ainda mais.

No primeiro momento impactante por sinal, me perguntei como que alguém tinha coragem de manter algo do tipo, no segundo momento, já tendo absorvido aquela informação eu concluí, "cara" isso é história pura! E finalmente achei tudo aquilo sensacional!

Estou falando do Museu Catacumbas dos Capuchinhos, uma cripta subterrânea (fica sob um mosteiro) que contém corpos com técnicas de embalsamamento, são mais de 8 mil corpos que faziam parte do clero, da nobreza e outras denominações de devida importância. As catacumbas existem desde 1599. É algo de lhe tirar de tempo, eu fiquei impressionada com tudo que vi, com a conservação, como a pele ainda se mantém, o cabelo, alguns com barbas, e além de tudo a importância que cada um teve na época e que hoje contribui de fato para o valor histórico. Agora se preparem, o que me deixou perplexa, de uma maneira que eu não conseguia sair de perto queria olhar mais e mais e entender tamanha perfeição, foi o corpo de uma menina que se chamava Rosalia Lombardo, morreu com 2 anos de idade, de pneumonia, em dezembro de 1920, e o pai o General Lombardo extremamente triste pediu a um famoso embalsamador Alfredo Salafia que preservasse o corpo da filha. Gente, é estarrecedor como ela se mantém perfeita, como se dormisse, até seus órgãos internos se mantém intactos.  No mesmo momento que era impressionante, também causava uma emoção inexplicável, nunca vi nada igual na minha vida. Assim como eu, todos paravam diante do corpo e não conseguiam sair, acho que também como eu querendo entender como aquilo era possível. 

Não era permitido tirar fotos, mas Enzo deu seu jeitinho italiano e fez algumas, eu não poderia deixar um lugar como aquele passar em branco. Acho que vou visitar novamente! E vocês teriam coragem?










 Encontrei esse vídeo no youtube (não foi feito por mim), mas que mostra a real sensação que eu tive. Só lembrando esse vídeo não tem nada a ver com o tema sugerido, ou seja, não tem nada de macabro. Mas tem sim valor histórico.